Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://localhost:8080/xmlui/handle/123456789/232
Título: A gestão documental enquanto ativo impulsionador da eficiência, transparência e responsabilidade no Poder Judiciário
Autor(es): Santos, Luis Pereira dos
Torres, Renata Pereira
Palavras-chave: Acesso à informação, Poder Judiciário
Transparência na administração pública
Data do documento: 2019
Editor: CNJ
Citação: SANTOS, Luis Pereira dos; TORRES, Renata Pereira. A gestão documental enquanto ativo impulsionador da eficiência, transparência e responsabilidade no Poder Judiciário. Revista CNJ, Brasília, v. 3, n. 2, p. 56-66, jul./dez. 2019.
Resumo: O objetivo deste artigo é demonstrar a relação que existe entre a gestão documental e a eficiência, transparência e a responsabilidade do Estado na gestão e disponibilização dos ativos informacionais para acesso ao cidadão. Especificamente, a aparelhagem estatal deve aumentar a eficiência e a transparência do Poder Judiciário mediante a assunção da responsabilidade pela gestão dos seus ativos informacionais. A gestão científica dos documentos de arquivos deve manter o foco nos arquivos ativos e semiativos; essa ação visa à redução da burocracia e a consequente disponibilização das informações ao cidadão. A metodologia do artigo se desenvolveu mediante a abordagem qualitativa, pois a argumentação se refere àquilo que não pode ser mensurável, uma vez que a realidade e o sujeito são elementos indissociáveis.
URI: http://localhost:8080/xmlui/handle/123456789/232
Aparece nas coleções:Artigos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
A gestão documental enquanto ativo impulsionador da.pdf169.47 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.