Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://localhost:8080/xmlui/handle/123456789/256
Título: Sistemas de julgamento concentrado de demandas repetitivas e formação de precedentes judiciais: realidade e desafios
Autor(es): Delgado, Lucas
Stemler, Igor Tadeu Silva Viana
Borges, Davi Ferreira
Palavras-chave: Reforma processual civil, Brasil
Poder Judiciário
Incidente de resolução de demandas repetitivas
Data do documento: 2017
Editor: CNJ
Citação: DELGADO, Lucas; STEMLER, Igor Tadeu Silva Viana; BORGES, Davi Ferreira. Sistemas de julgamento concentrado de demandas repetitivas e formação de precedentes judiciais: realidade e desafios. Revista CNJ, Brasília, v. 2, n. 1, p. 34-45, 2017.
Resumo: Com a entrada em vigor do Novo Código de Processo Civil completou-se um ciclo de medidas legislativas voltadas ao tratamento de casos redundantes e à valorização dos precedentes judiciais no Brasil, formando-se um conjunto normativo composto por vários instrumentos como a repercussão geral, o rito de julgamento de recursos repetitivos nos tribunais superiores e os incidentes de resolução de demandas repetitivas. Este trabalho pretende abordar como a consolidação legislativa desses sistemas de julgamento concentrado de demandas repetitivas e formação de precedentes foi associada a um cenário de eficiência, coesão e racionalidade no sistema processual brasileiro e alguns obstáculos à sua concretização identificados no banco nacional de dados criado pelo artigo 5º da Resolução CNJ 235, de 2016. A exposição de motivos do Novo Código de Processo Civil e algumas obras dedicadas ao tema são utilizadas para ilustrar a correlação estabelecida entre os sistemas de julgamento concentrado de demandas repetitivas e formação de precedentes judiciais e o ganho de eficiência, coesão e racionalidade no processo civil brasileiro. As disfuncionalidades do referido sistema são apontadas tendo por base três parâmetros principais de análise: a) a sobreposição de ordens de sobrestamento de processos por múltiplos temas; b) o tempo médio de julgamento dos temas e de sobrestamento de processos, e; c) as dificuldades de formação e aplicação dos precedentes obrigatórios. A conclusão é no sentido de que a transição de um sistema jurídico de filiação romano-germânica para um sistema protagonizado pelos precedentes judiciais demanda uma mudança cultural e sua racionalidade depende não somente de previsões dogmáticas, mas também da atuação consistente e coordenada dos tribunais.
URI: http://localhost:8080/xmlui/handle/123456789/256
ISSN: 2525-4502
Aparece nas coleções:Artigos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Sistemas de Julgamento Concentrado de Demandas.pdf215.29 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.